.

.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Será que vai ter reclamação!

O regulamento do Alagoano de Futebol Profissional de 18 está divulgado e aprovado por oito dos nove clubes que disputarão a competição no ano que vem. A voz discordante foi a do Murici, que mesmo assim não apresentou alternativa. Dito isto, não precisa ser bom entendedor para saber que os que aprovaram não poderão reclamar nada, absolutamente nada no futuro, apesar de saber que "O choro é livre.".


Estádios receberão decisões "criadas"


Entendo que a Federação Alagoana de Futebol não tinha muitas opções. Entendo também que havia apenas 13 datas. Entendo ainda que a FAF quis criar uma decisão para gerar receita para os envolvidos. Entendo, entendo, entendo, mas, mesmo assim, permito-me  questionar, senão de que adiantaria estar aqui se propondo a escrever estas "mal traçadas linhas".

Acho injusto em um campeonato onde todos já se enfrentaram, ao final, o primeiro colocado ainda tenha que disputar vaga com o quarto. E se em dois jogos o quarto derrubar o primeiro, seria justo! Entendo que não. No passado já tivemos este absurdo no Brasileiro, quando o oitavo colocado desclassificou o primeiro, e foi justamente por isso que a CBF acabou com a tal segunda fase. 

Alguns dirão: "Ora, se o quarto foi melhor do que o primeiro em duas partidas, então ele merece". Novamente discordo. Não há mérito maior que chegar na frente após uma disputa em que todos jogaram em igualdade de condições. Ainda terão os que dirão: "Mas, o primeiro colocado leva a vantagem do segundo jogo em casa e em caso de empate em pontos e saldo de gols, vale a melhor campanha da primeira fase". Novamente discordo. Não há vantagem maior do que chegar na frente de todos depois de com eles disputar todos os jogos.

Sendo assim, por favor, caso ocorra de o primeiro colocado ser eliminado na semifinal pelo quarto classificado, apenas o Murici poderá reclamar. Os demais terão que fazer silêncio e deixar escapar as vagas na Série D, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Entendo, entendo, entendo, mas discordo.