.

.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Somente a lei

"Também deverão constar no Bid, obrigatoriamente, os nomes dos respectivos assistentes técnicos [sic]". Esta é a letra fria do parágrafo único, do artigo 52, do regulamento do Alagoano de Futebol Profissional, versão 2018. Está em vigor desde 07 de dezembro de 2017, quando os clubes aprovaram a norma no Conselho Arbitral, em reunião realizada em Maceió. Dito isto, vamos aos fatos. 

O Asa colocou como assistente-técnico, em duas partidas (Asa x Sta. Rita e Coruripe x Asa), Freitas Nascimento, sem que o nome dele constasse no Boletim Informativo Diário da CBF. Não poderia ter feito porque havia uma lei desde 07/12/17, obrigando o assistente a ter nome publicado no Bid. Depois disso, a Faf baixou um ato em que "reitera" o que já estava dito no regulamento. Não pode comandar o time no campo sem estar no Boletim. Isto é ponto pacífico. Em duas ocasiões o Asa descumpriu a lei, antes mesmo do Ato Administrativo da Faf. 


Ato da Federação reforça o Regulamento do Alagoano


Infelizmente, existem pessoas que não tiveram acesso aos livros mais elementares, que tentam confundir a cabeça do torcedor, analisando o fato como se o problema apenas fosse acontecer depois da publicação do Ato da Federação, quando o próprio Ato reforça o que já está escrito no regulamento. Lamentável erro de interpretação, mas que devemos entender a postura em virtude do analfabetismo funcional de alguns seres viventes neste final de tempos. Ah! Analfabeto-funcional é aquele que lê e escreve, mas não interpreta. Tenho dito.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Entenda o valor das cotas na Copa do Brasil

A desclassificação do Asa na Copa do Brasil deste ano representou a não entrada de R$ 600 mil nos cofres da Agremiação. A equipe deixa a competição nacional com R$ 500 pela participação na primeira fase. Já CSA e CRB por terem avançado de fase, embolsaram, cada, R$ 1,830 mi. R$ 880 mil pela primeira fase e R$ 950 mil pela segunda fase. Vale lembrar que a premiação é por participação em cada fase.


Confira na tabela o valor de cada cota na Copa do Brasil


Algumas informações circularam com ruído, afirmando que as cotas de participação de CSA, CRB e Asa eram iguais. Não são. As cotas nas duas primeiras fases são distintas e divididas em três critérios.

1º) clubes classificados para a Copa Libertadores da América de 2018, campeão da Copa do Nordeste de 2017, campeão da Copa Verde de 2017 e campeão do Campeonato Brasileiro da Série B de 2017; 
2º) 70 clubes oriundos dos certames estaduais; 
3º) 10 clubes oriundos do RNC de 2018.

Este é o motivo de termos cotas diferentes, que passam a ser iguais a partir da terceira fase, exceção ao vice e ao campeão, que, lógico têm premiação diferenciada. No caso específico de Alagoas, o Asa está no terceiro critério, enquanto que CSA e CRB estão no segundo critério. Pronto. Agora está tudo esclarecido.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Tudo pronto para o CarnaBarra

A Barra de São Miguel, reduto tradicionalíssimo quando o assunto é carnaval, localizada em um dos pontos mais charmosos do Brasil, na Grande Maceió, já está com tudo pronto para a folia momesca. Serão cinco dias repletos de atrações (vide cartaz abaixo). 


Confira quem é quem na Barra durante o carnaval


Os organizadores garantem que nada vai faltar aos foliões. A infraestrutura está preparada e a única preocupação dos nativos e turistas deverá ser se divertir durante a festa momesca. Bom carnaval a todos que estarão por lá nos próximos dias!