segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Situação aperta para os trabalhadores, no Equador

 
Equador vai virar bandeira de luta

Reforma trabalhista no Equador prevê que as greves só podem ser feitas dentro das empresas. Nenhuma manifestação  fora do ambiente de trabalho. Outra coisa: decretada a paralisação os salários estão automaticamente suspensos. Por último, qualquer greve terá que ser comunicada às "autoridades ditas competentes" com 45 dias de antecedência. Vamos combinar. O Governo Equatoriano está de brincadeira e forçando uma guerra-civil.

ACDA itinerante


Antônio Oliveira, Pinheiro, Jorge Moraes, Prefeito James Ribeiro, Jorge Lins, Sérgio Torres, Fernando Murta e Gilberto Lima compuseram a mesa


De altíssimo nível os encontros estaduais que estão sendo promovidos pela Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas. Já foram sete até o momento. O mais recente aconteceu no último sábado, 13, no Hotel São Bernardo, no centro de Palmeira dos Índios, tendo reunido cronistas-esportivos de vários municípios alagoanos. O palestrante da ocasião foi o jornalista e radialista Jorge Moraes, que discorreu a respeito de ética, vocação, postura-profissional, entre outros assuntos de interesse da classe.


Cronistas atentos durante as apresentações de propostas


O Presidente Jorge Lins fez questão de deixar claro que o encontro não era uma festa, mas sim um momento de trabalho. Tanto é verdade, que após a palestra os presentes foram divididos em três equipes  que discutiram temas específicos ligados ao futebol e à crônica, tendo sido apresentadas várias sugestões de melhoria. 


Banner alusivo ao encontro


O próximo evento vai acontecer, em Arapiraca, no auditório do Cesmac, em data ainda a ser confirmada pela ACDA. Parabéns a todos que participaram e, principalmente, a Associação de Alagoas pela oportunidade que está oferecendo aos associados de crescerem profissionalmente com os eventos! Foi muito bom ter participado.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Conversa para boi dormir

Já não suporto mais a satanização petista. Não rezou pela cartilha do partido, vira demo. Foi assim com Heloísa Helena e agora com Marina Silva e a socióloga Neca Setubal, uma das coordenadoras da campanha da presidenciável, que virou um "animal de rabo" na linguagem dos que se dizem representantes dos trabalhadores, apenas por ter dinheiro. 


Neca e Marina viraram alvo da ira insana dos petistas


Gente! Ser rico não é pecado. Ser rico não significa ser ladrão ou desonesto. O que não pode é ficar rico roubando o dinheiro do contribuinte, dos impostos que todos pagamos. Por esta linha demoníaca que está sendo conduzido o discurso do PT, Lula, Zé Dirceu, Lulinha, Dilma, Os  Suplicy (Marta e Eduardo) e outros tantos também não poderiam ser albergados pelo PT, pois afinal, todos estão "podres de rico". Vamos parar com este discurso nazista, pessoal! O povo já não engole mais esta "conversa-mole". Por favor!

Wyderlan está de volta ao rádio

O retorno de Wyderlan Araújo à Jornal AM/MCZ já está acertado. Volta na condição de comentarista e vai apresentar um programa pela manhã, das 10 às 12h. O recomeço na 710 será em setembro. 


Wyderlan Araújo

A rádio também promete um programa de opinião, entre 9 e 10h, para não deixar brecha entre Antônio Guimarães (6 às 9h) e Wyderlan. O nome do profissional que fará uma hora diária ainda não foi anunciado pela emissora, mas sabe-se que é um nome bastante conhecido do rádio alagoano. Aguardemos.

Duas por uma



Cardeal vai usar novo microfone


Radialista Eduardo Cardeal troca a Difusora e a Palmares pela Jornal AM. As três, emissoras de Maceió. Já na próxima segunda, 15, inicia os trabalhos na condição de setorista do CSA e, em 6 de outubro, passa a ser  âncora de um jornalístico que irá ao ar das 14 às 16h. Detalhe: Cardeal deixou claro no momento de acertar o ingresso na 710 que não receberia salário da rádio, e sim de uma verba de patrocínio, fato aceito imediatamente pelo diretor Walmari Vilela, já que o Grupo João Lyra amarga uma profunda crise econômico-financeira. Boa sorte ao amigo Cardeal na nova empreitada!

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Arnaldo Costa

Será sepultado nesta quinta, 11, às 17h, no cemitério Parque das Flores, o corpo do radialista e publicitário Arnaldo Costa, falecido, ontem, em razão de complicações decorrentes do diabetes e insuficiência hepática.

 
Arnaldo nos anos-dourados do rádio


A vida na comunicação foi iniciada na Rádio Jornal do Commercio (PE), onde foi locutor-esportivo, noticiarista e animador de auditório. Também trabalhou em Caruaru, na Liberdade AM. Mudou-se para Maceió em 1970, cidade onde consolidou a carreira no rádio e na publicidade. Deixa o plano terrestre como Cidadão Honorário de Maceió, título que recebeu em 2013. Segue em paz, irmão!

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

É preciso mexer no bolso dos racistas


Patrícia Moreira no momento em que gritava "macaco", na Arena do Grêmio


Foi muito boa a decisão de eliminar o Grêmio, da Copa do Brasil, punição aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, da CBF, pelas ofensas racistas contra o goleiro Aranha, do Santos, na partida entre Grêmio x Santos, jogada em Porto Alegre, no último dia 28 de agosto. Como temos torcedores identificados, o time prejudicado pode entrar com uma ação regressiva e cobrar dos desequilibrados os prejuízos que terá com a eliminação. Se pesar forte no bolso destes malucos travestidos de torcedores, as ofensas racistas acabam no dia seguinte em todos os estádios brasileiros.

Jornal sob suspeita

Notícia vinda das entranhas da Jornal AM/MCZ e divulgada no post Jornal garante que pagará salários atrasados em 45 dias, está gerando uma enorme desconfiança entre os colaboradores da 710. Ninguém, absolutamente ninguém, acredita que a situação seja resolvida em apenas 45 dias, diante do gigantesco buraco-financeiro em que se encontra o Grupo João Lyra


Mesmo fora da Jornal Seu Vavá ainda não desmontou o barraco


O Blog está na contagem regressiva torcendo para que o prometido seja cumprido, caso contrário a situação ficará muito pior, se é que ainda existe algo para piorar. Quem tem dinheiro a receber está desesperado, como é o caso do ex-funcionário Edval Vieira, que depois, segundo ele, de ser destratado por um diretor da rádio, vai procurar a Justiça do Trabalho caso não consiga receber cada centavo a que tem direito. E a confusão está apenas começando...

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Esqueça a fonte


Constituição: boa fonte de informação


Às vezes fico a me perguntar o porquê de radialistas e jornalistas indagarem aos colegas de profissão qual é a fonte de uma informação divulgada, afinal todos sabem que o sigilo da origem é algo básico para quem trabalha na comunicação, recepcionado, inclusive, pela Constituição Federal, no artigo 5º, inciso XIV, portanto,  nem a Justiça obrigará a divulgação do nome da origem da informação. O que pode haver é uma penalidade para quem veicular notícia inverídica, caluniosa etc. Então, vamos combinar: de agora em diante, sem fonte. Tá legal pessoal?

Reportagem fora de foco

O vírus ebola foi tema de  uma reportagem que foi ao ar em um canal de televisão de Maceió. Lá pelas tantas a repórter cuspiu no ouvido da audiência a expressão "foco maior", fazendo referência a atenção central no combate à doença. Felizmente os telespectadores não foram contaminados pela infeliz colocação.

 
É hora de focar para não errar


Pergunto: se havia um "foco maior", qual seria o menor? O foco já resume em si o que de mais importante existe, a meta, o alvo, o objetivo a ser alcançado, algo que se quer atingir, o ponto para onde todos os raios convergem, daí não precisar vir acompanhado de palavras do tipo maior,  principal etc. 

A expressão é o equivalente a subir p'ra cima, descer p'ra baixoentrar p'ra dentro, quantia em dinheiro, manter o mesmo, adiar para depois, outra alternativa, monopólio exclusivo, de ré para trás, elo de ligação, ambos os dois, enquadrar dentro, conclusão final, conviver junto, contexto geral, acabamento final, encarar de frente, decisão definitiva, veredicto final e outras similares. O problema é que na escola só nos ensinaram até a página dois. Compete a nós, principalmente quem tem a responsabilidade de informar corretamente, desvendarmos as demais páginas.