.

.

domingo, 22 de março de 2015

Carlos Miranda


Carlos Miranda rodeado de personalidades quando da entrega da Comenda Senador Arnon de Mello

Toda homenagem que for prestada ao colega Carlos Miranda é justa e merecida. A mais recente foi feita pela Câmara Municipal de Maceió, que transformou o radialista em Comendador. Só que não precisava esperar o rapaz adoecer para ofertar a honraria. Demorou, mas antes tarde do que nunca. Pronto: está dito o que todo mundo tinha vontade de falar, mas estava calado. Miranda sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica, doença degenerativa ainda sem tratamento definitivo. Parabéns, Comendador!

Dia de festa


Rádio de Alagoas rende homenagem ao competente radialista, Zé Edilson, que domina a área técnica como poucos, pela passagem de mais um aniversário. Parabéns!

Crônica doente


Só Jesus na causa para salvar o rádio maceioense

Depois de Luciano Costa (Jornal), Carlos Miranda (CBN) e Genaldo Ramalho (Gazeta), todos fora do batente por conta de problemas de saúde, agora é a vez de Walter Luis (Jornal) quem padece com dificuldades para respirar. O excelente profissional poderá ser mais um a ficar ausente dos microfones para se tratar, afinal, a saúde é o patrimônio mais importante do ser humano. Se fosse supersticioso diria que alguém amaldiçoou o rádio de Maceió. Boa recuperação a todos!

sexta-feira, 20 de março de 2015

De novo, o índice

Volto ao tema para mostrar a necessidade de a Federação Alagoana de Futebol informar, jogo a jogo, o resultado do índice que vai definir quem é quem na Copa Maceió para evitar atropelos de última hora.


A FAF precisa iluminar os números da Maceió

Depois do empate por um gol, Asa e CSA são mostrados - corretamente -, com aproveitamento de 33,33%, resultado da conquista de um ponto, cada, em três possíveis. Este percentual poderia ser entendido como as duas equipes empatadas em chances de classificação, no momento, o que não é real.

Se o campeonato terminasse, hoje, por exemplo, o Asa estaria na frente do CSA com um índice-técnico de 4,17%, enquanto que o CSA ficaria com 3,33%. É preciso abrir os números para não mascarar os resultados.

quinta-feira, 19 de março de 2015

IZP já tem Presidente

Roberto Amorim é o novo Presidente do Instituto Zumbi dos Palmares (Difusora, Educativa FM, Espaço Cultural Linda Mascarenhas e TV Educativa). A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas, nesta quarta, 18, pondo fim a disputa de bastidores pela presidência do órgão. Com a presença de Amorim na função, sai de cena  o radialista Kennedy Luiz, que lutou até os últimos momentos, com a ajuda do Deputado Federal, Ronaldo Lessa (PDT-AL), sem ter logrado êxito.


Amorim ganhou o IZP

O Presidente nomeado é do quadro  e conhece muito bem o Instituto, já tendo sido Diretor da TV Educativa no Governo  Teo Vilela. Os funcionários, agora, esperam que ele desenvolva um grande trabalho e jogue para o ar com toda força os veículos de comunicação do Zumbi dos Palmares. Também querem apuração de alguns atos que julgam "duvidosos", praticados na gestão anterior. Resta saber se Roberto vai querer comprar esta briga. Boa sorte e bom trabalho!

Oportunidade de melhoria

Depois da publicação do resultado do jogo inaugural do Alagoano de Futebol Profissional de 2015 (Santa Rita 2x0 Ipanema), já deu para perceber que o sítio-eletrônico da Federação Alagoana de Futebol está parametrizado para mostrar o índice de aproveitamento do momento. Desta forma, o Sta. Rita aparece com 100%: (três pontos ÷ três pontos) × 100. Está correto, mas não espelha a realidade da classificação e pode mascarar resultados, fazendo que a diferença só apareça na última rodada, podendo surpreender muita gente que não esteja atenta para a situação.

Como já explicamos em outras postagens, pelo fato de os clubes do Grupo A disputarem mais pontos do que os do B, ao final da competição, uma equipe do A e uma do B que somarem o mesmo número de pontos, cada, terão resultados diferentes por conta do número de pontos disputados. Veja abaixo o exemplo com CSA e CRB conquistando, hipoteticamente, 10 pontos, cada, ao final da Maceió.


Matemática mostra desequilíbrio no campeonato

Dessa forma, sugiro que uma nova coluna seja adicionada ao quadro de classificação, espelhando a realidade e tomando-se por base o total de pontos conquistados/possíveis. É simples. Ela pode ser chamada de Índice-Técnico. Basta parametrizar, no Excel, uma fórmula sem muita complicação. Para o Grupo A, é esta: (pontos ganhos ÷ 30) × 100. Já para o B, teremos: (pontos ganhos ÷ 24) × 100. Se esta informação estivesse sendo mostrada, veríamos o Santa Rita com um índice-técnico de 12,5%, espelhando melhor a realidade.

Repito que se a providência for adotada vai evitar que ao final surjam questionamentos do tipo: "Mas como é que eu estava na posição x até a penúltima rodada e apenas porque empatei o último jogo despenquei para a posição y e fui rebaixado.". Quem avisa, amigo é. 

quarta-feira, 18 de março de 2015

É melhor reformar o presídio!

 
A futura moradia está em péssimas condições

Já é chegada a hora de a classe política brasileira melhorar o sistema carcerário do Brasil, afinal, depois de tanta operação desencadeada pela Polícia Federal, delação-premiada, corrupção provada por A+B, malversação de verbas públicas, desvio de dinheiro do povo etc, ela vai precisar ter um mínimo de conforto na cadeia. Se os políticos ainda não pararam para analisar a possibilidade de ir para a jaula é porque continuam apostando fortemente na impunidade.

terça-feira, 17 de março de 2015

Laranjeira balança Asa

O relato feito pelo árbitro, Ricardo Laranjeira, na súmula do jogo final da Copa Alagoas entre Asa x CSA, que terminou com a vitória do representante de Arapiraca na cobrança de tiros livres da marca do pênalti por 5x3, após o empate por um gol no tempo normal de jogo, poderá custar caro ao Alvinegro


Extrato da súmula de Asa x CSA

"Informo que após o término da disputa por tiros penais houve uma invasão de alguns torcedores da equipe do A.S.A. ao campo de jogo mais [sic] rapidamente foram contidos pelo policiamento não causando nenhum prejuízo à equipe de arbitragem nem aos atletas de ambas equipes.", escreveu Laranjeira no documento.

Agora resta saber se o caso vai para o Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas e se o Asa sofrerá alguma punição (perda de mando de campo) por conta de os torcedores não terem contido a alegria e ido comemorar a conquista dentro do campo. Vamos aguardar.

"Guerra" no IZP

A corrida é grande no Instituto Zumbi dos Palmares em busca da Presidência do órgão, que é ligado ao Gabinete Civil do Governo de Alagoas. Depois que o Blog antecipou que o Deputado Federal, Ronaldo Lessa (PDT-AL), está empenhado em fazer o radialista, Kennedy Luiz, Presidente da entidade que abriga a Difusora, a Educativa FM, a TV Educativa e o Espaço Cultural Linda Mascarenhas, uma verdadeira "guerra" de bastidores teve início entre os que são a favor e os que desejam ver Kennedy a quilômetros de distância do Cepa e Roberto Amorim no comando do Instituto

Amorim foi Diretor da TVE no Governo Teo Vilela, daí a insatisfação dos que querem renovação. Os que clamam por mudança também não aceitam a manutenção da jornalista Raquel Fiúza na Direção de Jornalismo do canal 3. Alegam que foi uma pessoa ausente durante o Governo passado e que nunca fez uma reunião com as equipes de jornalismo. Um documento que o Blog teve acesso afirma que Raquel "Passou esse período trancada em sua sala corrigindo provas de seus alunos do Cesmac e recebendo amigos para cafezinhos e bate-papos intermináveis", daí a insatisfação.


"Cadeirudo" está confiante de que vence a "guerra"

Diante dos fatos, um manifesto foi enviado ao Chefe da Casa Civil do Governo de Alagoas Fábio Farias, relatando o momento crítico do IZP,  pedindo a nomeação de Kennedy Luiz para a Presidência e assumindo o compromisso de ajudá-lo durante a gestão, inclusive no que se refere a instalação de uma investigação para, entre outras coisas, apurar possível "superfaturamento na compra da torre de TV". Assinam o documento 25 funcionários. O Zumbi dos Palmares tem 140 concursados, 18 remanescentes da Difusora e 17 comissionados. 

Na Secretaria de Comunicação Social do Governo de Alagoas uma fonte disse apenas que "Raquel e Amorim são dois bons nomes para ocupar os cargos citados". Que Deus proteja a todos!

Erro de digitação, não!

A Resolução de Diretoria 02/2015, confeccionada e assinada pelo Superintendente da Federação Alagoana de Futebol, é uma prova inconteste de que as seguidas falhas em tudo que é parido pela FAF, não são meros erros de digitação, como alguns querem fazer entender. O que está acontecendo é incapacidade mesmo. O responsável por zelar para que tudo saia perfeito no que se refere ao Alagoano de 2015, erra por desconhecimento de causa. Já provou não ter intimidade com a língua culta, além de não dominar, elementarmente, os números. 


Extrato da 002/15
 
Na referida Resolução escreve por duas vezes "definI", com I no final, sem saber que o verbo definir, na terceira do singular é grafado com E, portanto, o correto é definE com E e não com I. Querem mais? Quando escreveu o cardinal "quatro", colocou no plural "quatros". Já para citar "Fase Semifinal", redigiu "Fase Semifinais", errando duplamente. Ou teria escrito "Equipes classificadas para a Fase Semifinal" ou  "Equipes classificadas para as semifinais". 


Escrever errado não resolve

Nada contra o cidadão Roque Júnior, que foi para lá a convite, tem patrão que está satisfeito com o catatau de coisas erradas que ele faz, não é cobrado para melhorar etc. Mas o atual estado de coisas não pode permanecer porque é o nome da entidade que fica exposto ao ridículo. Outra coisa. Não quero, aqui, execrar o rapaz, muito pelo contrário. Desejo a ele toda felicidade do mundo, mas não pode continuar executando a atual função na Federação sob pena de criar um problema gigantesco e insolúvel futuramente. É preciso termos em mente que uma simples vírgula, se colocada no lugar errado, pode alterar completamente o sentido de uma frase e mudar o destino de  uma nação. Acorda Federação!