.

.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

CSA mira o rebaixamento

É muito complicada a situação do CSA, único representante de Alagoas na elite do futebol brasileiro. A equipe em 11 partidas disputadas pela Série A somou apenas míseros 6 pontos, estando à frente apenas do Avaí que tem um ponto a menos. Conseguiu vencer somente em uma oportunidade, já tendo perdido sete partidas e empatado outras três. Vamos combinar! Mesmo em se tratando de Série A e sendo o CSA um time pequeno em nível nacional, é muito pouco para o desejo do torcedor azulino.


Treinador Argel terá muito trabalho para ajustar o CSA (Foto: Ailton Cruz/GA)


O rendimento do Centro Sportivo até o momento é de time rebaixado. Dezoito por cento apenas. Para se ter uma ideia, em 2018, o primeiro rebaixado caiu com um aproveitamento de 35%, dezessete pontos percentuais a mais do que o CSA conseguiu angariar até o momento. 

Ainda não é hora de  desespero, mas, a permanecerem as coisas como estão, o rebaixamento  será uma amarga realidade para a torcida do Azulão. Já vi algo parecido com o Asa no ano em que caiu da Série B para a C. Era um tal de próximo jogo até o dia em que o jogo seguinte de nada valeria. Acorda, CSA!

Jairo Campos quer uma cadeira na Câmara de Arapiraca

Fiquei feliz em saber que o radialista Jairo Campos é pré-candidato a Vereador pelo PSC. Homem íntegro, trabalhador, agregador e muito preocupado com as mazelas que atingem os moradores de Arapiraca, tem tudo para fazer um excepcional trabalho. 


Fernando Murta e Jairo Campos


A Capital do Fumo tem muito a ganhar, caso Jairo seja eleito. Entendo ser um bom nome para o Legislativo municipal, visto  que possui habilidades em diversas áreas, além da comunicação, e pode fomentar a agricultura, o esporte, a saúde, a segurança, a educação, entre outros itens,  com projetos exequíveis e propostas que caibam no orçamento da Prefeitura. Penso que o estilo forte que carrega consigo fará de Campos um fiscal implacável do Executivo. Boa sorte a ele!

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Anacrônico, sim Senhor.

Não sei o porquê, mas em tempos de intenso debate nas redes-sociais, resolvi expressar alguns pontos de vista que carrego comigo. Então, lá vai.


John Lennon entenderia muito bem o que digo


  1. Não sou de direita ou de esquerda. Defendo o bem comum, venha ele de qualquer lado. 
  2. Já superei a fase da disputa entre capitalismo e socialismo. Sigo o fraternismo.
  3. Já estou além das fronteiras e divisas. Luto por um planeta único, sem divisões e demarcações.
  4. Não entendo a Democracia como sendo o melhor caminho para a humanidade. Sou Cosmocrata. Sonho com um comando planetário.
  5. Não enxergo a moeda como a melhor forma de sobrevivência material.  Espero um mundo com 100% de trabalho voluntário.
  6.  
  7. Não esposo o chamado Estado-Mínimo. Prefiro o Estado-Zero. Governos atrapalham a vida das pessoas, embora sejam compostos por elas.
Sei que choco a maioria ao colocar tais posições. Peço desculpas aos que não me entendem. Eu os entendo. Sei que posso ser anacrônico, mas sem empáfia alguma, apenas peço perdão aos que me condenam. Como diria Sócrates, "O que sei é que nada sei.".
 

sexta-feira, 5 de julho de 2019

De quem é a culpa?

Muito se tem questionado as contratações erradas feitas pelo CSA para o Brasileiro da Série A. Concordo que houve erros, que contratou-se em demasia, que para uma única posição buscou-se um número de atletas superior ao aceitável etc. Mas, qual a causa-raiz de tudo? 


Maidana, um dos erros do CSA


Entendo que os erros cometidos apareceram quando se tentou acertar. Quem nunca errou que atire a primeira pedra! Agora, tentando entender o que aconteceu, a mim me parece que foi, mais ou  menos, como o pobre que fica rico. Vê o dinheiro à frente e, sem saber o que fazer com ele, começa a gastar. Compra 10 carros de luxo quando só precisa de um. Compra 50 casas quando vai morar em apenas uma. Compra 630 pares de sapato quando só tem dois pés. 

Passada a fase de empolgação, cai na real e começa a agir com naturalidade. É o que parece que vai acontecer com o CSA, de agora em diante. Usará o bom-senso  para realizar contratações cirúrgicas e alcançar a meta que é a permanência na Série A. Tenho dito.