.

.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Roda de Samba

Já faz algum tempo que saiu do ar - o apresentador se aposentou -, mas confesso sentir falta do Programa Roda de Samba, que era apresentado pelo radialista, Hélio Gilson, aos domingos, na Educativa FM/MCZ. A boa música e a descontração do apresentador do musical eram a marca da atração.

Lembro que em um determinado dia, Gilson teria que viajar para fazer uma cobertura no interior por outro veículo de comunicação e os horários iriam se chocar. Como dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço, o simpático Hélio encontrou uma saída fantástica. Convidou um grupo de pagode para se apresentar ao vivo e em cores, abriu o programa e sapecou: "Diante de tanta qualidade neste estúdio, eu me rendo a minha insignificância e vou embora. Não vou ficar aqui para atrapalhar. O programa é todo de vocês.", disse e foi embora. Até hoje os pagodeiros não entenderam a atitude. Ficam sabendo, agora, com o Blog quebrando o sigilo. 


Hélio garante que com ele não tem "conversa de pescador"


Depois de aposentado Hélio se tornou um bon vivant. Deixa o tempo passar através de caminhadas na orla, viagens, pescaria  e conversas com os amigos. Ele merece, afinal é um ser, como ele mesmo diz, "da melhor qualidade".

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Rei Pelé para sempre

Estou do lado dos que defendem a manutenção do nome do Estádio Rei Pelé. Trocá-lo para Rainha Marta é de uma deselegância sem precedentes com o eterno camisa 10 do Santos e Seleção Brasileira. Pelé nunca pediu para ter o nome colocado no Estádio. Foi um presente do povo alagoano ao atleta do Século XX, então qual a razão lógica para retirar a marca consagrada em todo o Brasil? Marta merece todas as homenagens possíveis. É nome certo para a próxima grande obra na área do esporte, em Alagoas. Vamos esperar o momento certo e até evitar um constrangimento entre Rei e Rainha, amigos que são.


Rei Pelé não precisa mudar de nome


Esse mote é velho. Toda vez que o Legislativo de Alagoas está em baixa, surge um "luminar" com a "conversa-mole" de trocar o nome do Estádio. Temos certeza que o Governador de Alagoas Renan Filho (MDB) não irá sancionar esta baboseira. Tenho dito.

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Evitar o "mais" é coisa do "outro" mundo?

Quando comecei a espalhar as primeiras tintas no papel e soltar as primeiras sílabas pelo microfone, aprendi no longínquo 1982 que certas expressões devem ser evitadas para não confundir a pessoa que escuta. Assim sendo, foi-me ensinado pelos mais experientes que, quando de uma segunda participação de um repórter, por exemplo, deve-se evitar a expressão mais, que deve ser substituída por outras, para que o ouvinte não confunda mais com más. Assim sendo, o âncora deve anunciar a nova participação do repórter com algo assim: "Está de volta com outras informações do time tal, o repórter fulano de tal".


O que vai pelo microfone não pode deixar dúvidas no ar


É amigos! A regrinha foi esquecida ou não foi ensinada aos mais jovens. É comum todos os dias ouvirmos os apresentadores usando o mais em vez do outras. Eles têm culpa? Divido a responsabilidade entre o que usa o termo indevido - gramaticalmente não está errado - com o que comanda a equipe. A este cabe orientar e deixar o que vai ao ar totalmente higienizado. Tenho dito.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Torcida do CSA segue esperando vitória fora de casa

Ainda não foi nesse domingo, 04, que o CSA conseguiu uma vitória jogando fora de casa. O time alagoano enfrentou o Vasco, no Espírito Santo, no Estádio Kleber Andrade, em partida que terminou empatada por zero.
 
 
Além de não vencer, CSA ainda perdeu o volante Nilton, com fratura no rosto (Foto: AC/GA)
 

Mesmo não vencendo, o Centro Sportivo já mostrou uma melhoria em relação ao time que era comandado pelo técnico Marcelo Cabo. Mesmo tendo uma postura defensiva, soube contra-atacar e levar perigo à meta vascaína, obrigando o goleiro Fernando Miguel a trabalhar bastante na partida.

Mesmo ainda na zona do rebaixamento, com apenas 8 pontos, o representante de Alagoas na elite do futebol brasileiro deixa um fio de esperança para o torcedor que sonha com a permanência na Série A do Brasileiro. A próxima partida do CSA, será nesta segunda, 12, em Maceió, no Rei Pelé, contra o Fortaleza. Seguramente a massa azul de Alagoas vai lotar o Trapichão.