.

.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Início do Alagoano está ameaçado

Diante do amadorismo de alguns clubes que estão inscritos para disputar o Alagoano de Futebol Profissional, que ainda não têm o número mínimo de atletas para participar da competição, enxergo apenas duas maneiras de a Federação Alagoana de Futebol resolver o problema. Cumpre o regulamento e elimina os incompetentes, ou adia o início do campeonato.


Torcida do Asa espera pela regularização de atletas ainda nesta sexta, 19


A eliminação é a solução mais prática e um castigo para quem não é capaz, sequer, de ter número mínimo de atletas prontos para disputar a primeira partida. Vale salientar que caso haja eliminação, o eliminado também estará fora do Alagoano de 19, já que haverá um ato jurídico quando da exclusão, previsto no regulamento do certame deste ano.

Já quanto ao adiamento do início da "batalha", entendo ser uma decisão política da FAF, mas que terá que encontrar respaldo, também político, em todos os clubes. Seria uma saída amistosa. Vale lembrar que é preciso verificar se existem datas suficientes para tal, até porque CSA e CRB não podem ser prejudicados, já que disputam a Copa do Nordeste em paralelo ao Alagoano. Da minha parte vou fazer muita prece para que os "deuses dos estádios" iluminem a massa-cinzenta  de cada cartola do futebol de Alagoas. Só faltava essa!