.

.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Depois de nova derrota Asa não depende mais somente dele

Conforme o Blog avisou, no dia 19 de julho passado, no post P'ra não cair, o Asa vai precisaria somar 22 pontos para não ser rebaixado. A situação andou melhorando de lá para cá por conta da queda de rendimento do oitavo colocado, mas com a última vitória do Moto, por um a zero, em cima do Asa, nesse domingo, 20, elevando o percentual de rendimento do "porteiro da zona" para 35%, para um time escapar da Série D do ano que vem, sem depender de ninguém, terá que cravar os 22 pontinhos, coisa que o Asa não atinge mais. 


Tábua de classificação reflete pífia campanha do Asa na Série C


Caso o representante de Arapiraca vença os três jogos que lhe restam fará 21 pontos, que poderão deixá-lo na C, mas, nesta situação, dependerá de uma combinação de resultados, visto que equipes como o Moto, por exemplo, se vencer apenas duas das três partidas restantes atingirá a marca de 22 pontos e garantirá permanência na C para o ano que vem.

Agora o Asa precisa render 100% nos jogos restantes e ainda depender dos outros. Até o momento a Agremiação conseguiu apenas um aproveitamento de 26%. Para chegar ao máximo teria que subir 74 pontos percentuais nos jogos que faltam. Há quem acredite, mesmo sem o elenco ter mostrado dentro do campo poder de reação para chegar ao milagre da salvação. Confesso que estou cético com relação a "multiplicação dos pontos".