.

.

terça-feira, 19 de maio de 2020

"Fogo de Chão" fecha as portas e manda conta para Governo do Rio

A megarrede de churrascarias, Fogo de Chão, cerrou as portas, no Rio de Janeiro, por conta da determinação do Governo do Estado Fluminense. A medida levou ao desemprego 690 funcionários. O  alto comando da Fogo de Chão mandou a conta da indenização dos trabalhadores para o Governador, Wilson Witzel, já que foi o decreto do alto mandatário, obrigando o fechamento das unidades que queimou o caixa da Fogo de Chão.


Fogo de Chão acabou no Rio


E não foi por pirraça que a rede de churrascarias fez isso, não. Há embasamento legal para tal. Treta-se do artigo 486 da Consolidação das Leis do Trabalho. Nele está escrito: "No caso de paralisação temporária ou definitiva do trabalho, motivada por ato de autoridade municipal, estadual ou federal, ou pela promulgação de lei ou resolução que impossibilite a continuação da atividade, prevalecerá o pagamento da indenização, que ficará a cargo do governo responsável.".

Pena que a indenização será paga por toda a população do Rio de Janeiro! O bom mesmo seria o dinheiro sair do bolso do Governador, Witzel. Agora já pensou se a moda pega em todo o Brasil!