.

.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Cuidado com os números!

O CSA tem como meta fazer 15 pontos nos jogos de ida e 15 nos  de volta, na primeira fase da Série C deste ano de 17. Segundo os cálculos feitos no Mutange, 30 pontos garantem a classificação. A base numérica é a Série C do ano passado (2016). Vamos estudar juntos a matemática azulina.


Os números seguem leis que precisam ser respeitadas


Ano passado - 2016 - o Asa classificou em quarto lugar com 26 pontos, tendo rendido 48% no Grupo A. Já o Juventude, último a entrar pelo Grupo B, o fez com 30 pontos e 55% de aproveitamento. 

A considerar os dados do time gaúcho, 30 pontinhos garantiriam o CSA na próxima fase, mas é mesmo assim? Não. Depende do rendimento técnico da competição a cada ano. Por exemplo:  no grupo do CSA deste ano (2017), o rendimento do quarto colocado, Remo, até o momento em que estamos digitando este post, é de 53%, o que faria com que o CSA estivesse certo em suas contas. Mas o detalhe é que ainda é muito cedo para fazer previsão, visto que tivemos apenas seis rodadas disputadas, o que pode induzir a erro, além de que nem sempre os números se repetem. Em 2015 o quarto colocado teve um rendimento de 57%, acima da base de cálculo usada pelo CSA. O correto é fazer as contas depois que os jogos de ida tenham sido disputados, pois todos já terão se enfrentado e as previsões tenderão menos a erro. 

Vou esperar o momento certo para apresentar meus  números. Por enquanto fico com o pensamento que julgar um campeonato por outro pode, até, dar certo no final, mas não é um produto cartesiano, afinal, em cada ano o rendimento da competição oscila. Nunca é demais lembrar que, em probabilidade, a entrada de dados é fundamental para que se tenha um resultado mais perto da realidade na saída.