.

.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

O placar que não emplaca

Presente ao Batistão (Aracaju), constatamos que o Rei Pelé (Maceió) precisa urgentemente ter um placar-eletrônico que justifique o gasto que o Governo de Alagoas tem com o estádio. De há muito que o torcedor alagoano não recebe informações, via placar, pelo fato de o luminoso encontrar-se defeituoso. Na Arena Batistão a situação é bem diferente. O dispositivo é moderno e funciona conjuntamente com os informes de áudio que saem do sistema de som, muito bom, por sinal.
 
Espera-se para ontem, um novo equipamento para o Trapichão, que seja moderno e em condições de informar os acontecimentos ao público. Serve, até, para o Governo fazer propaganda, mas pelo visto a gestão Petuba não está antenada com os acontecimentos. 

Ah! Lembram-se de uma rachadura no segundo piso da principal praça esportiva de Alagoas! Levou um ano para ser reparada e causou enormes prejuízos a CRB e CSA, que ficaram sem poder cobrar ingressos para as cadeiras do segundo pavimento, onde o valor da entrada é mais alto. A desculpa da gestora foi "licitação". Desta feita terá que arranjar uma outra justificativa. Se vier novamente com "licitação" já seria caso de substituição. Alô, Renan Filho! É bom prestar bem atenção à equipe que atualmente trabalha na Secretaria do Esporte Lazer e Juventude. Talvez já esteja passando da hora de trocar peças.