.

.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Do ou dos, qual o correto?

A concordância anda  machucando os ouvidos da audiência em uma cidade do interior do Piauí, que por questão de ética, não faremos menção ao nome para evitarmos que as pessoas identifiquem quem quer que seja. Outra coisa. Não sou professor e também cometo muitos erros, portanto, aqui não está um ser que deseja, apenas, mandar o porrete na cabeça dos outros. Muito pelo contrário, a intenção é  chamar atenção para um fato que está se tornando grave. Leia, abaixo, um exemplo que temos escutado na referida cidade piauiense, quando comunicadores fazem referência a um bairro de Maceió.


Casal Stella Cavalcante de Oliveira e João Martins de Oliveira, que cedeu o sobrenome ao Tabuleiro


O Correto é usar Tabuleiro do Martins. A História mostra que o Tabuleiro ganhou este nome no início do Século XX, quando o povoamento do Tabuleiro teve início a partir de um sítio pertencente a João Martins de Oliveira, portanto uma pessoa apenas. Sé é do Martins - pessoa única -, não pode ser dos Martins (várias pessoas com o mesmo sobrenome), da mesma forma que o outro Tabuleiro é apenas do Pinto e não dos Pinto.

Abordaremos tempestivamente outros casos de descuido. O interior do Piauí é pródigo em situações de inobservância da nossa língua. Quem sabe não criamos um quadro aqui no Blog. Até a próxima e desculpem qualquer erro!