.

.

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

O errado que parece certo

Todos aprendemos na escola primária que a construção correta de certas frases é: Os Estados Unidos elegeram Donald Trump. As Minas Gerais são o berço da democracia brasileira. As Alagoas possuem belas praias. Os Correios prestam um serviço relevante à população brasileira. Perfeito. Todas as construções respeitam a norma culta da nossa língua. Porém, quem não foi além da página dois da gramática, tende a escorregar em construções semelhantes.





Assim sendo, lemos diariamente em jornais e sites brasileiros, citações como: Estados Unidos atacam Iraque. Correios lançam selo e carimbo comemorativos pelos 40 anos da Igreja Universal. Estas construções estão erradas, visto que passam ao largo da regra.

Mas, o que diz a norma? A regra é clara: "Quando o sujeito é um substantivo que só pode ser escrito no plural, o verbo concorda com o artigo que o precede.". Assim sendo, vamos arrumar a bagunça.



Estados Unidos são o país do basquete. (errado)
Estados Unidos é o país do basquete. (correto)
Os Estados Unidos são o país do basquete. (correto)

Correios lançam selo em comemoração aos 94 anos de emancipação de Arapiraca. (errado)
Correios lança selo em comemoração aos 94 anos de emancipação de Arapiraca. (correto)
Os Correios lançam selo em comemoração aos 94 anos de emancipação de Arapiraca. (correto)

Mais uma vez o meu respeito a quem redige notas. Não sou especialista no assunto, nem quero menosprezar quem quer que seja. O que trago neste post é apenas uma pequena contribuição para todos. Sem ódio pessoal, por favor!