.

.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Torcida nota 10

A tranquilidade no clássico CSA x CRB, jogado no último sábado, 29/09, no Trapichão, em Maceió, que terminou com o empate por zero, mostra que já há avanços no que se refere a brigas entre marginais que se dizem "torcedores" das duas maiores  facções esportivas de Alagoas. Felizmente, mesmo com o menor número de presentes sendo de um lado - CSA 30% - tudo terminou em paz.


Torcedores do bem, unidos, independente da cor


Devemos ressaltar o trabalho dos órgãos de segurança de Alagoas que trabalharam muito bem, capitaneados por dois desportistas reconhecidos pelo mundo esportivo alagoano. Na Polícia Civil o experiente Delegado, Robervaldo Davino, enquanto que pela Militar o Coronel, Marlon Araújo, deu um show comandando os 400 militares que tomaram conta do jogo, antes, durante e depois.

O planejamento foi fundamental. Cada detalhe foi pensado e muito bem executado. Não podemos, entretanto, deixar de aplaudir o torcedor de bem, o verdadeiro adepto, aquele que vai ao campo para ver o espetáculo e não está nem um pouco preocupado com brigas. Vi gente dos dois lados misturada nas cadeiras, fato que era comum na antiga geral do Rei Pelé. Se mudamos nosso comportamento e agimos como pessoas civilizadas, colaboramos com a segurança e todos ganham, inclusive os dois clubes que disputaram a partida válida pela Série B, mesmo tendo deixado o campo com o empate por zero. É assim que queremos o futebol, sendo espetáculo para verdadeiros seres-humanos. Que as bestas fiquem reduzidas à jaula subterrânea que escolheram para viver!